domingo, 2 de setembro de 2012

Churrasco - Churrasqueiras


Antes de mais nada, a churrascada exige espaço adequado e um equipamento eficiente. Eficiência, nesse caso, significa capacidade de suprir a demanda de serviço associada a um ótimo preparo de carne.
O ideal é que o grelhado, seja de carne de boi, porco ou frango, fique macio e suculento. Isso só é obtido quando o calor é produzido por brasas, e não por chamas, que tostam a carne por fora e a deixam crua por dento. Quando dimensionada corretamente, além do óbvio prazer gastronômico, a churrasqueira oferece economia de tempo e carvão.
Churrasqueira
O bom funcionamento de uma churrasqueira depende diretamente de dimensões adequadas ao uso.
Os modelos mais utilizados são os pequenos, com 120cm de comprimento, 80cm de profundidade, 160cm de altura e coifa de 120cm de comprimento por 60cm de altura. Há uma opção ainda menor, com 100cm de comprimento, 80cm de profundidade e coifa com 100cm de comprimento e 60cm de altura, ideal para espaços reduzidos e famílias pequenas.
A distância entre a carne e as brasas depende do carvão. Quanto maior a quantidade, mais longe devem ficar os alimentos. Assim, as modernas churrasqueiras vêm com a possibilidade de controlar a altura da grelha, por meio de sistemas de graduação, na forma de prateleiras reguláveis ou a partir de manivelas e correntes.
Os modelos pré-fabricados, para revestimento em alvenaria, seguem alguns padrões de tamanho, como a capacidade da grelha, relativa à quantidade de pessoas a ser atendida. As menores costumam comportar grelhas de 60cm de comprimento por 35cm de largura e as maiores, 90 por 45cm.
Em alvenaria ou pré-fabricada, a montagem de um churrasqueira, todavia, exige alguns complementos. Primeiro, uma cobertura, mesmo num local ao ar livre - uma boa idéia é o quiosque -, para proteção contra o mau tempo. Ao lado, deve-se prever a instalação de uma bancada e de uma pia, sob as quais possam se guardar carvão, sal e temperos. Pontos de água e luz são tão indispensáveis quanto facões e espetos.
Fonte: www.catep.com.br
Churrasqueira

Churrasqueira no apartamento

Quem gosta de reunir os amigos no fim-de-semana para um "churrasquinho" e tem vontade de ter a sua churrasqueira no apartamento, pode usufruir das variedades disponíveis no mercado.
Churrasqueira
As opções para cada ambiente variam, de acordo com o gosto e a possibilidade de construção. No apartamento, por exemplo, você poderá escolher as churrasqueiras embutidas, que devem ser planejadas durante a obra. A outra sugestão são as pré-moldadas ou pré-fabricadas, ideais para que tem uma área ao ar livre. Quem não mora em cobertura não se preocupe. Ter uma churrasqueira não é impossível. Nesse caso, você poderá solicitar dutos semi-coletivos com exaustão mecânica, para evitar a fumaça. Outra opção são as churrasqueiras a gás confeccionadas em aço inoxidável ou alumínio.
Mas se você mora em casa, há modelos em concreto e tijolo. Em todos os casos é importante a ajuda de um engenheiro ou arquiteto para lhe indicar o material mais apropriado.

Dimensões

Churrasqueira
A primeira dica é construir a churrasqueira num local amplo. Não adianta querer fazer um churrasco em que o churrasqueiro precisa disputar o lugar com os convidados. É necessário espaço adequado e um equipamento eficiente. Já o bom funcionamento de uma churrasqueira depende diretamente de dimensões adequadas ao uso.
Os modelos mais utilizados são os pequenos, com 120cm de comprimento, 80cm de profundidade, 160cm de altura. Há uma opção ainda menor, com 100cm de comprimento e 80cm de profundidade, ideal para espaços reduzidos e famílias pequenas.

Conheça alguns tipos de churrasqueiras

Na cobertura

Churrasqueira
Em coberturas, a churrasqueira geralmente fica distante da cozinha. Você pode equipar a área de lazer com pia, fogão e refrigerador, para deixar tudo mais próximo.

Embutida

Neste modelo, é ideal a construção durante a obra, principalmente se ficar em apartamento planejada para integrar-se ao ambiente. Ela fica embutida na alvenaria, ligada ao duto de exaustão.

Sem fumaça

A função do duto de alvenaria é retirar os resíduos da queima de carvão e madeira. O segredo para que a fumaça não retorne é o dimensionamento correto do tubo metálico que chega à chaminé.

Portáteis

Churrasqueira
A churrasqueira deve ser prática e segura. Esse modelo você pode levar em qualquer lugar. As opções são redonda, de alumínio, tem tampa e grelha removível.

A gás

Esse tipo “sem fumaça e sem carvão” você pode utilizar em apartamentos. Essa churrasqueira é de fácil limpeza, e possui duas válvulas de segurança que cortam o fluxo de gás na ausência de fogo.

Pré-fabricadas

Existem em vários tamanhos e ainda há a possibilidade de embutir aparelhos para espetos giratórios. Podem ser vendidas em kits.
Fonte: www.azcessa.com
Para muitos, o churrasco verdadeiro deve ser feito em casa, na companhia de amigos, durante um fim de semana de sol e cerveja. Pode parecer simples, mas assar a carne requer técnica e algum preparo. Além da escolha de um bom pedaço de carne e temperos, a churrasqueira é um dos fatores determinantes em sua preparação. A escolha da churrasqueira ideal para cada área de lazer deve obedecer alguns quesitos.
De acordo com os especialistas nos aparatos, o tamanho da churrasqueira deve ser compatível com o tamanho da área de lazer. “Não adianta construir uma churrasqueira muito pequena num espaço enorme, nem uma churrasqueira grande e matar uma área de lazer limitada”, explicam. Segundo a equipe de profissionais da Obra Fácil as churrasqueiras podem durar muito tempo se bem instaladas, o importante é contratar um profissional especializado e credenciado para a construção. “Tentar fazer sozinho é um grande erro”. O material empregado deve ser refratário.

Pré-moldadas

Antes as churrasqueiras pré-moldadas não eram as preferidas dos churrasqueiros mais fanáticos, mas têm ganhado espaço. Na hora de comprar uma pré-moldada o importante é verificar de que material é feita. “Alguns fabricantes utilizam só cimento e areia, e não refratários, e acabam esculhambando toda a categoria”.
Outro item que define o bom funcionamento da churrasqueira é a chaminé. Especialistas recomendam que a saída da fumaça deve ficar cinquenta centímetros acima do telhado ou eventual cobertura sobre a churrasqueira. Explicam que se houver bloqueadores para a fumaça, como muros altos, é possível fazer ajustes para que a fumaça não seja brecada. Um projeto de instalação de churrasqueira em prédios encontra empecilho somente na evacuação da fumaça. Nesses casos as chaminés de todas as churrasqueiras (de todos os andares) são ligadas a um duto central. Muitos dos novos prédios construídos na cidade já possuem churrasqueira no projeto inicial.

TAMANHO: Medidas são importantes

Churrasqueira
Ao planejar uma churrasqueira é importante levar em conta as medidas dos acessórios. Não vale a pena construir uma churrasqueira muito pequena se não for possível encaixar uma grelha, por exemplo. Um dos acessórios que virou item obrigatório para os churrasqueiros é o grill elétrico. “Se as pessoas planejam colocar um depois, tem também que pensar no tamanho da churrasqueira quando construírem”, alerta o pessoal da Obra Fácil. As acoplagens ( três em um ) vêm sendo amplamente utilizadas. Elas consistem na instalação de churrasqueira, forno e fogão à lenha numa mesma peça.

Churrasqueiras / Tijolos


Churrasqueira

Churrasqueiras / Pré-Moldadas

Churrasqueira

REVESTIMENTO

Churrasqueira
São inúmeras as opções de revestimento para churrasqueiras e fornos de pizza. O mais comum deles é o composto por tijolos a vista.
As pedras naturais dão charme e rusticidade às áreas de lazer. A opção mais barata é o revestimento em grafiato, que ainda leva menos tempo para ficar pronto e dá mais liberdade na escolha das cores.
Item de colecionador e possivelmente apenas utilizada como peça de decoração a churrasqueira de ferro faz relembrar bons tempos, mas em que o churrasco não deveria ser tão saboroso quanto hoje em dia.
Acessórios para Churrasqueira

ACENDEDOR DE CHURRASQUEIRA

"BRASA RÁPIDA" 127V OU 230V / POTÊNCIA 700W
Churrasqueira
O acendedor por resistência elétrica, trás mais conforto e rapidez ao antiquado processo de tornar o carvão incandescente em sua churrasqueira ou lareira.
O carvão vira brasa em cinco minutos, através de um processo seguro, prático e econômico. Este acendedor é fabricado em aço inox e em duas voltagens, 127 V ou 220 V.
Fonte: obrafacilsp.com.br

A churrasqueira

Ela deve ser de fácil limpeza, manter o calor e ser funcional permitindo o uso adequado dos espetos, grelha e a chapa.
Um bom arquiteto poderá projetar uma boa churrasqueira. Um dos segredos do churrasco bem feito é o calor das brasas e nunca a chama.
O combustível é o carvão.

Equipamento complementar

Facas
Pedra de amolar
Tabua de cortar a carne
Espetos : largo, fino e duplo
Grelha
Abanador de brasa.
Ferro para espalhar a brasa.
Tabua de servir a mesa.
Colher pinça, para pegar brasas.
Pinça colher para servir a carne.
Garfo, colher.
Gamela de preparar vinha d'alho e gamela de salgar.
Obs : O churrasco de espeto é o mais usado.

Acender o fogo é fácil

Use apenas um copo de álcool (álcool gel acendedor é o melhor). Nunca use querosene, gasolina, tiner, etc. pois além de passar gosto para a carne, prejudicando a saúde, pode haver explosão.
Depois de colocar carvões, ponha o álcool devagar, em três lugares diferentes (o ideal é colocar um pão velho no centro do braseiro ,embebido em álcool) cobri-lo com carvão e atear o fogo com segurança.
Acenda o fósforo e jogue-o sobre o álcool.
Se o fogo não pegar, não ponha álcool de novo. Aguarde um pouco e verá que alguns carvões pegaram fogo.
Use então o abanador até levantar uma pequena chama. Repita a operacão de abanar até ter umas boas brasas acesas.
Espalhe os carvões, usando o "espalha brasas". Dê mais algumas abanadas.
Coloque as carnes em espetos, protegida pela gordura ou osso, como o caso da picanha e da costela.

Dica

Não se deve jogar água na churrasqueira para apagar as chamas, mas areia misturada com as cinzas dos churrascos anteriores.

Churrasqueiras fixas e portateis

Churrasqueira Fixa
Churrasqueira Portátil

Churrasqueiras portateis

Muito usadas em espaços pequenos, tem a grande vantagem de poder ser guardada sem ocupar lugar. Outra vantagem é poder ser deslocada para a casa de amigo, vizinho, parente, parque etc.
Com um custo de manutenção muito menor que de uma churrasqueira fixa, ela desempenha muito bem o seu papel para um grupo pequeno ou medio de comilões de churrasco.
Dicas
Quando estiver próximo de uma churrasqueira, tome cuidado com as bebidas alcoólicas: o calor aumenta a circulação sangüínea e a absorção do álcool, gerando embriaguez com menor quantidade de álcool.
Mantenha sempre as crianças afastadas da churrasqueira, pois facas afiadas, garfos pontudos, fogo, álcool podem causar sérios problemas nas mãos de uma criança.
As facas devem estar sempre muito bem afiadas para evitar o “mascamento” das fibras e dar um acabamento mais bonito ao churrasco.
A temperatura da churrasqueira deve se manter constante, pois se esfriar muito rapidamente a carne pode “encruar”, ou seja encolher e endurecer.

Churrasqueiras fixas

Churrasqueira
As churrasqueiras fixas são mais caras porque necessitam de materiais especiais: argamassa adequada para churrasqueiras, tijolos e placas de cimento REFRATÁRIO (que absorvem menos calor), alem de mão de obra especializada ! Mas podem dependendo do tamanho atender a um grande numero de pessoas.
Para quem quer fazer uma experiencia e não tem muita ideia, aconselhamos a comprar uma pré-moldada, que ja vem com os requisitos minimos para um bom funcionamentoe voce pode cobri-la de tijolos.
A churrasqueira FIXA não deve ser lavada de maneira alguma; na instalação deve-se procurar um local que possua cobertura para que a churrasqueira fique protegida da chuva.
Fonte: www.fazfacil.com.br
Churrasqueira
Churrasco pode ser definido como 'o preparo de carnes sobre o calor de carvão e brasa em espeto ou sobre grelha'. Também significa reunião de familiares e amigos, confraternização, ritual, cultura, e além de tudo, uma excelente e saborosa refeição. Portanto, aprenda várias dicas para garantir um excelente churrasco!

A CHURRASQUEIRA

Basicamente, existem churrasqueiras feitas de alvenaria ou churrasqueiras portáteis. Muitas das casas e apartamentos na região sul do Brasil incluem churrasqueiras feitas de alvenaria já na planta, refletindo a cultura local. Estas churrasqueiras são revestidas com tijolos refratários. Uma boa churrasqueira de alvenaria deve ser fechada na parte de trás e nas laterais, para que forme uma espécie de forno, concentrando o calor.
Além disto, outros pontos importantes são: a churrasqueira não deve deixar que a fumaça escape pela frente, deve permitir um bom manuseio dos espetos, assim como o uso de grelha e chapa, deve ser de fácil limpeza e adequada ao tamanho da família ou grupo de amigos que irá partilhar deste prazer. Cuidado se você decidir colocar pedra (granito, mármore) na parte frontal da churrasqueira: apesar de bonito, você poderá queimar seus braços, pois a pedra aquece muito.
Em uma churrasqueira com essas características, é possível assar carnes (colocando-as mais longe de braseiro) e grelhar carnes (mais próximas do braseiro). A definição é simples: os grelhados ocorrem quando se coloca a carne a até aproximadamente 20cm da brasa, sobre uma grelha ou espeto. Acima desta altura as carnes são assadas, em processo mais lento. Claro que estas distâncias podem variar conforme estiver arrumado o braseiro, sua altura e temperatura. Grelhe porções pequenas (400 a 600 g) e asse peças grandes (acima de 1 kg). Lembre-se de descontar a porção (peso) de osso de carnes com osso.
Se você comprar uma churrasqueira portátil, escolha uma que seja firme, fácil de montar e de limpar. É importante que ela tenha várias regulagens de altura, permitindo assar diferentes carnes e controlar a temperatura de cozimento. Encontra-se hoje vários tipos de churrasqueira portátil: elétrica, a gás ou com carvão. Leia bem as instruções do fabricante antes do uso. Depois de terminar seu churrasco, limpe a churrasqueira e seque-a bem, pois o calor muitas vezes queima a camada de tinta protetora, e se você não caprichar na hora de secar ela logo ficará enferrujada.
A churrasqueira deve estar em um recanto agradável da casa, onde todos se sintam confortáveis e possam ficar juntos. O local deve ser coberto, fresco e arejado porém abrigado do vento. É importante ter uma bancada com pia próxima à churrasqueira para que o churrasqueiro possa trabalhar com tranqüilidade e higiene. Tenha sempre à mão um paninho, toalha e sabonete. Lave as mãos com freqüência, pois é uma boa prática de higiene.
A forma típica de assar carne no sul, e considerada a origem do processo de churrasquear, é o fogo de chão. Os espetos utilizados para fogo de chão são entalhados em galhos de madeira, sendo largos e compridos, com pontas afiadas. Se você quiser fazer um churrasco em fogo de chão, tome cuidado com o tipo de madeira que você escolher, pois já houveram casos de intoxicação grave de pessoas que utilizaram espetos de madeira de plantas tóxicas como a espirradeira e a primavera. Uma dica é observar se a planta tem látex ou seiva branca: a maioria das plantas com estas características é tóxica e não deve ser usada no preparo da carne.

ESCOLHENDO A CARNE

Escolha as carnes com antecedência e muita calma, de preferência no dia anterior. A carne de qualidade é uma carne de boa procedência, inspecionada pelos órgãos competentes, de cor vermelho-cereja, brilhante, com odor característico, devendo estar resfriada ou congelada. Não compre a chamada 'carne quente', de animais recém abatidos. Apesar de comum em várias partes do Brasil, este tipo de carne não passa pelos procedimentos necessários de inspeção sanitária e resfriamento, não sendo portanto adequada para consumo.
Uma boa costela para churrasco tem de ter camada de gordura, pois do contrário a carne pode ressecar. O mais importante na costela é observar a proporção carne/osso/gordura, portanto imagine como ela ficará depois de assada. Uma boa proporção é quando a parte de osso corresponde a 30% do peso total do corte.

QUANTIDADE DE CARNE

Para se calcular a quantidade de carne para um churrasco, é preciso lembrar que haverá pessoas que consumirão apenas 250 gramas e outras que podem consumir até 1 kg de carne. Para calcular-se a média por pessoa, recomenda-se 400 a 600 gramas de carne para adultos e 300 gramas para cada criança. Porém se você servir vários tipos de carne, aumente as quantidades por tipo de carne, para não arriscar a falta de carne se todos preferirem consumir um só tipo. Deve-se levar em conta que além de carne seus convidados irão consumir também acompanhamentos como pão de alho, saladas, farofas, arroz, aperitivos, vinagrete, chimichurri (mistura de temperos muito apreciada por argentinos e uruguaios), etc.

ESCOLHENDO O CARVÃO

Talvez você não saiba, mas a escolha do carvão é muito importante. Existem diversas marcas e embalagens, e é importante saber reconhecer um bom carvão. Os carvões feitos de madeira de acácia negra e de eucalipto são considerados os melhores, pois são homogêneos, não liberam muita fumaça, têm boa textura e rendimento, ficando portanto mais econômicos. Se o carvão produz muito pó, é quebradiço e fica disforme, não é um produto de boa qualidade. Por isto, verifique na embalagem de que tipo de madeira é feito o carvão, verifique se os pedaços de carvão estavam realmente secos e eram grandes, e se ficar satisfeito anote a marca para uma próxima compra.

QUANTO CARVÃO SE USA EM UM CHURRASCO?

A quantidade de carvão necessária para um bom churrasco varia bastante, conforme o tipo de churrasqueira; o tipo de carnes sendo assadas; os cortes de carnes (costelas demoram mais a assar do que fatias de carnes grelhadas); o clima (inverno ou verão), a habilidade do assador, etc. Mas de forma geral pode-se dizer que para um churrasco preparado para dez pessoas um saco de carvão de 5kg de boa qualidade é suficiente.
Lembre-se que existem algumas churrasqueiras que consomem mais carvão do que outras, portanto é sempre recomendável ter um ou dois sacos de carvão na reserva, para qualquer necessidade. Lembre-se que a brasa vermelha e viva é um dos segredos para um bom churrasco, portanto não deixe faltar carvão em sua churrasqueira!

GRELHA OU ESPETO?

A escolha entre espeto ou grelha deve ficar a cargo do assador ou churrasqueiro. O uso de grelha ou espeto dependerá também dos formatos de carne e a facilidade para assar cada um deles.

Grelha

Muitos churrasqueiros preferem a grelha, argumentando que assim a carne é assada por inteiro não perde o suco, pois não é furada pelo espeto. Em nossos vizinhos do Mercosul a grelha é utilizada com maior freqüência do que o espeto. A grelha permite que se trabalhe com vários tipos de carnes ao mesmo tempo, além de outros complementos como queijo provolone, pimentão, lingüiças, tomates, cebola, morcilha, etc. A grelha favorece as carnes sem osso, em detrimento das carnes com osso como a costela. Portanto as carnes mais indicadas para a grelha são a picanha, a maminha, o assado de tira (tiras muito finas de costela), lingüiças, salsichões, chuleta, vazio ou fraldinha e o filé mignon.
Quando utilizar a grelha, é interessante ter pinças de metal compridas para virar e manusear a carne. Evite utilizar aquele garfo comprido de dois dentes, que é bastante comum para carnes, pois o suco pode sair pelos furos e a carne ficará mais seca e menos macia. Comece a grelhar a carne na parte mais quente da churrasqueira, tostando-a bem de um lado, e posteriormente vire a carne do outro lado para tostar. Depois, coloque a carne numa parte com calor menos intenso, para que ela asse até chegar no ponto desejado. Pergunte a seus convidados qual o ponto de carne que eles desejam, pois este será um fator fundamental no sucesso de seu churrasco.

Tipos de grelhas

a) Grelha plana

Grelha plana

b) Grelha dobrável

Grelha dobrável

c) Grelha com tela inox

Grelha com tela inox

Espeto

Para assar seu churrasco usando espetos, a dica é comprar espetos de aço inoxidável, que apesar de mais caros que os comuns são de melhor qualidade. Por não serem rugosos, eles são mais fáceis de limpar, mais duráveis e não soltam resíduos metálicos na carne. Escolha espetos de comprimento adequado à sua churrasqueira. Isto é muito importante, pois você evita se queimar na empunhadura do espeto e os espetos não cairão dentro da churrasqueira, o que poderá acontecer se eles forem muito curtos.

SAL

Hoje em dia existem vários tipos de tempero para a carne, porém a maioria acredita que o melhor ainda é usar apenas sal grosso.
Para melhores resultados, separe os cubos mais grossos de sal dos mais finos, usando somente os mais grossos para temperar a carne. Não use sal refinado (sal de cozinha), pois o risco de salgar a carne em excesso é muito grande. Não é recomendado o uso de salmoura (mistura de água e sal refinado), pois a água muda o pH da carne e, juntamente com o sal fino, enrijece as fibras e endurece a carne.
Não use sal grosso úmido, pois ele faz com que a carne absorva muito mais o sal, comprometendo seu sabor. Para retirar a umidade do sal, basta aquecê-lo por alguns minutos em uma travessa no forno, mexendo constantemente até que fique seco.
Não se deve temperar a carne com sal grosso com muita antecedência pois a carne resseca. Para salgar a carne de forma correta, espalhe sal grosso em toda a superfície da carne. Quando a carne começar a transpirar significa que o sal está ficando bem aderido e entrando na carne (e não retirando o suco, como se imagina). Este é o momento certo de levá-la à churrasqueira. Antes, porém, você deve retirar todo o sal da mesma, esfregando a carne com as mãos. Com esta dica você raramente irá errar no sal.

Retirando o sal para servir

Para tirar o sal da carne, segure o espeto firmemente e bata a carne com as costas de uma faca. Faça isto longe do fogo, pois o sal pode estourar em seus olhos se a carne ainda estiver dentro da churrasqueira.

ASSANDO CARNE

O ponto da carne é uma escolha pessoal, sendo que para alguns cortes existem pontos mais adequados (a costela por exemplo, deve sempre ser servida bem passada). Os pontos de carne para churrasco são: mal-passado, ao ponto e bem passado. A maioria das pessoas prefere carne ao ponto. Porém, a melhor dica é a de descobrir e respeitar o melhor ponto para cada carne conforme suas características. Procure saber o que os seus convidados preferem, para garantir seu sucesso como churrasqueiro.
A temperatura da carne ao ser levada para a churrasqueira é também muito importante. Se ela foi congelada, deve ser descongelada e estar em temperatura ambiente antes de ir para o fogo, para garantir que ela fique no ponto ideal. Evite levar a carne da geladeira diretamente ao fogo.
Mude os espetos ou os pedaços de carne sobre a grelha de lugar constantemente, para que os pingos de gordura não caiam sempre no mesmo local do braseiro. Quando os pingos de gordura caem no braseiro, formam labaredas que não devem tocar a carne. Portanto, ajuste a altura dos espetos ou da grelha para que as labaredas não as atinjam. Para virar a carne, temperar ou pincelar use sempre utensílios de cabo longo, como pinças. Lembre-se que não se deve 'apertar' nem furar a carne quando estiver assando, para que ela não perca o suco e enrijeça.
Se por acaso alguma parte da carne ficar carbonizada pelo contato direto com a chama da churrasqueira, recomenda-se descartar este pedaço. Lembre-se que o que assa a carne é o calor, e não a chama diretamente sobre a carne. E, finalmente, evite assar demais os ingredientes, para não endurecê-los.
Asse a costela à aproximadamente 60cm da brasa com a parte dos ossos virada para o braseiro (para baixo).

ASSANDO CARNE COM GORDURA

Sempre que possível, as carnes devem ser assadas com a própria gordura. Isto torna-a impermeável e protege-a contra o calor intenso na churrasqueira, evitando que o calor carbonize as proteínas da carne. Se a gordura for retirada antes do preparo, a carne terminará ressecando. A maioria das carnes para churrasco vem com a sua gordura própria, como no caso da picanha, cupim e costela.
Comece assar a picanha com a gordura voltada para cima, deixando que a parte de baixo e forme uma crosta crocante. Vire o lado com gordura para baixo somente no final, para que ela acabe de derreter.

XIXO OU ESPETINHO MISTO

De origem árabe, onde recebe o nome de sish kebab, tem a vantagem de poder unir várias cores e sabores em um só espeto. Uma boa combinação para churrasco é carne bovina (alcatra, filé mignon ou contrafilé), lombinho de porco, lingüiça calabresa ou salsichão, frango (peito, sobrecoxa ou coxa), cebola, pimentões coloridos e tomate. Pode ser temperado apenas com sal grosso e um fio de azeite de oliva. É claro que também pode-se usar somente um tipo de carne, como o filé mignon, caprichando nos outros ingredientes.
Espeto de Carne

ACENDENDO A CHURRASQUEIRA

Lembre-se que lidar com fogo exige certos cuidados de segurança, para evitar acidentes ou ferimentos. Uma pequena fagulha que caia num frasco de álcool pode causar uma explosão. Um simples pedaço de plástico que caia dentro de uma churrasqueira provocará a liberação de gases tóxicos que poderão causar mal estar e dor nos olhos de quem estiver por perto. Antes de acender o fogo, verifique se não há crianças por perto, nem qualquer produto inflamável.
Para acender a churrasqueira, NUNCA use produtos tóxicos como gasolina, querosene, óleo diesel ou outros produtos inflamáveis diretamente no carvão, pois você poderá causar uma explosão e se queimar gravemente. Existem diversas formas seguras de acender o fogo com segurança.
Compre apenas carvão de boa qualidade, preferindo o que tem pedaços grandes pois estes permitem a circulação de ar. Se o carvão tiver muitos pedaços finos, deixe queimar um pouco, mexendo no fogo para que estes farelos queimem primeiro (mas sempre antes de colocar a carne). O carvão precisa estar bem seco e deve ser colocado no centro da churrasqueira. Alguns churrasqueiros preferem colocar o carvão em apenas uma lateral da base da churrasqueira, para que sobre um espaço sem brasas que pode ser utilizado no caso de ser preciso deslocar a carne para que não queime.
Uma das formas de se acender o braseiro é forrar a churrasqueira com uma camada fina de carvão e preparar vários rolinhos de papel de jornal, dispondo aproximadamente oito rolinhos em uma direção e oito perpendicular aos mesmos, formando uma espécie de grade. Tape com mais carvão e despeje três tampinhas da álcool por cima. Nunca leve o frasco de álcool para perto da churrasqueira. Jogue um fósforo aceso sobre o local, e afaste-se imediatamente. Faça vento com um jornal dobrado ou com um fole, para atiçar as brasas.
Um outro sistema é preparar um canudo de jornal, que deve ser feito da seguinte forma: ponha várias folhas de jornal, papelão ou papel sobre a mesa, e com o auxílio de uma garrafa enrole o papel formando um canudo (sem fechar as extremidades). Retire a garrafa e coloque este canudo de papel no meio da churrasqueira, envolvendo o canudo com carvão por fora e um pouco por dentro. Em seguida, ponha fogo no canudo. É um método eficiente e seguro.
Acender a Churrasqueira
Posicionamento dos rolinhos de jornal para acender o braseiro
Existem também à venda em supermercados ou lojas especializadas acendedores de churrasqueira, cujas instruções estarão na embalagem.
E como saber se as brasas estão no ponto certo para começar seu assado? É só observar quando o carvão estiver coberto por igual de uma camada de cinza branca, sem chamas ou fumaça, com temperatura elevada, o que pode levar de 20 minutos a meia hora. O carvão já terá queimado totalmente e liberado toda a fumaça inicial que pode dar cheiro e gosto na carne (se utilizar-se o braseiro muito cedo). Saber aguardar o momento em que o braseiro estiver pronto é uma etapa bastante importante, pois lembre-se: a labareda é um dos motivos pelo qual o churrasco fica queimado. Portanto, é importante que a temperatura esteja bem alta quando você puser as carnes, para que o calor toste e sele a superfície da carne, porém sem labaredas que queimam a carne.

CONTROLANDO O CALOR DA CHURRASQUEIRA

Para controlar o calor, você pode espalhar as brasas na base da churrasqueira, diminuindo sua temperatura, ou então juntá-las ou amontoá-las mais e aumentar o calor.
Se o carvão for se consumindo muito rapidamente, basta acrescentar algumas pedras a mais à medida que o fogo enfraquece. Por isto, o bom churrasqueiro mantém sempre um saco de carvão extra por perto. Para colocar mais carvão, afaste um pouco a carne e coloque o carvão ao lado do braseiro, arrastando-o lentamente para perto das brasas, cuidando para não levantar fuligem.
Lembre-se que junto às paredes da churrasqueira o calor é maior do que na parte central, portanto não deixe a carne 'esquecida' em um canto da churrasqueira pois ela continuará a assar (e perderá o suco).

Cuidado se quiser jogar água na churrasqueira

Conforme a gordura da carne pinga no fundo da churrasqueira, as labaredas aparecem. Ao contrário do que muita gente pensa, jogar água nem sempre é a melhor solução. Isso faz com que a churrasqueira perca seu calor, comprometendo o ponto da carne. Além disto, quando se joga água uma fuligem branca se desprende do braseiro e gruda na carne. Porém, churrasqueiros experientes dizem que uma pequena quantidade de água (um terço de um copo americano) produz bons resultados sem levantar fumaça. Quando for jogar água, afaste um pouco a carne para evitar que a fumaça pegue na carne.
Uma outra dica é usar as cinzas do churrasco anterior para cessar o fogo. Como? É simples: ao terminar o churrasco, guarde as cinzas. No novo churrasco, jogue-as sobre as labaredas. Dessa forma, o fogo é extinto sem prejudicar o calor.
Não permita que seus convidados joguem guardanapos ou qualquer outro objeto para queimar na churrasqueira. Estes podem liberar fumaça que alterará o sabor da carne.

E PARA SERVIR?

Não esqueça de bater a carne com as costas de uma faca para retirar alguma pedra de sal grosso que tenha sobrado. E depois de pronta, é melhor retirar a carne do espeto e colocá-la sobre uma tábua de madeira ou polietileno (que é mais higiênica pois a ausência de poros no plástico impede a entrada de contaminantes) para poder cortá-la corretamente. Cortar corretamente significa dizer cortar a carne no sentido contrário das fibras, coisa que pouca gente presta atenção mas dá uma grande diferença na maciez da carne.Se a carne ainda está no espeto, a tendência é de cortá-la paralelamente ao mesmo, o que muitas vezes não é a forma ideal. Limpe sempre a ponta do espeto com um pano seco, para retirar a fuligem e o carvão.
Quanto à tábua, procure não usar uma tábua que tenha sido utilizada para cortar alimentos crus ou mesmo vegetais ou frutas, pois esta é uma boa prática que garante sua segurança alimentar.
Após a picanha estar assada, muitas pessoas gostam de fatiá-la para servir. Se você é uma delas, comece sempre da ponta fina (início) para o lado grosso (fim). Lembre-se que a picanha tem um formato triangular.

E DEPOIS DO CHURRASCO?

Após o final do churrasco, deixe o fogo apagar por si na churrasqueira. Você pode ajudar espalhando bem as brasas.
Se o churrasco foi feito em uma área aberta, especialmente se foi feito no campo, não vá embora sem ter a certeza de ter apagado completamente o fogo. O melhor é jogar bastante água ou então cobrir bem com areia, até que as brasas fiquem enterradas. Assim você evita o risco de provocar um incêndio.
Limpe a grelha, os espetos, as tábuas, facas e todo material utilizado no churrasco imediatamente. Além de ser mais fácil, você evita que o sal corroa e danifique seus acessórios de churrasco. Limpe os espetos e grelhas com um escovão de aço, esfregando vigorosamente para remover todos os resíduos, depois use uma esponja de aço com bastante sabão, seguida de uma esponja normal com sabão e água.
Esperamos que estas dicas lhe sejam proveitosas e desejamos um ótimo churrasco! Lembre-se que a carne bovina é muito saborosa e rende excelentes refeições e confraternizações.
Nossa maneira tão brasileira de preparar churrasco está conquistando os americanos, alemães, japoneses e até tailandeses. O sal grosso como tempero único para churrasco pode deixá-los desconfiados no começo, mas depois que eles experimentam nosso churrasco ficam encantados.
Fonte: www.sic.org.br

Churrasqueira à Gas

Churrasqueira à Gas
Prepare-se para um fim de semana fantástico, convidando seus amigos ou familiares para um churrasco. Com uma churrasqueira a gás, você vai tirar o máximo de suas habilidades de churrasqueiro, diminuir a carga de seu trabalho e desfrutar de bons momentos junto de sua família e amigos. Porque churrasqueira a gas? Porque ela permite que você aprecie o sabor de uma carne defumada, sem realmente ter que fazer fumaça. Ela também não exige que você sofra com a limpeza depois do churrasco, pois haverá pouca cinza.
As churrasqueiras a gas garantem um desempenho sólido para assar durante longos períodos. Sempre verifique se você tem um tanque de gás de reserva, no caso de você ficar sem gás. Não há nada mais frustrante do que ficar sem gás, enquanto prepara seu churrasco.
A grill churrasqueira a gas fica pronta para assar muito mais rápido que a churrasqueira convencional, você tem que esperar por apenas 10 minutos após a ignição do gás para atingir a temperatura ideal para assar suas carnes. A Churrasqueira a gas inox garante a limpeza do ambiente e você também tem pouca dificuldade para a limpeza da grelha depois do churrasco, além da limpeza a churrasqueira inox garante um visual sofisticado para o ambiente.
Puristas do churrasco vão zombar de qualquer churrasco que não seja de carvão, mas a churrasqueira a gás oferece maior precisão do que o método convencional por causa do total controle que você tem sobre a temperatura. A churrasqueira giratoria a gas é fácil de usar e você não precisa mais lutar para conseguir acender e mantê-la acesa e ainda tem o controle absoluto da temperatura. Comprar uma churrasqueira gas vai permitir que você execute a tarefa de forma profissional com a facilidade de apertar um botão, tornando-a uma escolha melhor do que o carvão vegetal para uso diário.
Uma das marcas mais interessantes no mercado é a Churrasqueira a gas Arke, com muitos clientes satisfeitos este aparelho possui as características ideais para uma churrasqueira giratoria a gas e a eletrica a gas. Assa qualquer tipo de carne, não produz fumaça, ideal para locais com pouco espaço e possui um vidro curvo que faz o calor circular melhor e assar rapidamente. Você também pode pesquisar sobre a churrasqueira rotativa e a churrasqueira portátil que dependendo da sua necessidade pode ser a melhor opção.
Outra boa opção de modelo é a churrasqueira a gas embutir que proporciona beleza, higiene, durabilidade e muitas outras funções adicionais de acordo com cada marca. Algumas vem com queimadores infravermelhos esmaltados, válvula de segurança, bandeja para água e gordura e outras funcionalidades. Esta churrasqueira inox ainda tem a vantagem de ter fácil instalação e supera as expectativas dos mais exigentes controles ambientais.
Fonte: www.churrasqueiraagas.com
Churrasqueira
Muitas vezes, instalar uma churrasqueira em casa pode ser um tanto complicado, para evitar toda a parte de construção, acabamento, colocação de chaminé de alvenaria, oferecemos a linha de Churrasqueiras a Gás.
A Churrasqueira a Gás pode ser colocada em qualquer local, na cozinha, ou área externa, em casas térreas ou apartamentos. São bastante fáceis de instalar, não provocam fumaças no local, são extremamente econômicas pois são alimentadas a gás, e podem funcionar a qualquer hora. Além disso, podem vir com espetos de dois tipos giratórios ou não. Com certeza, é a melhor opção de churrasco com praticidade e economia.
Descrição
Churrasqueiras a gás com painel em aço anodizado de fácil limpeza e bandeja em alumínio para água e gordura (por isso não solta fumaça).
Possui lintel basculante em vidro temperado e válvula de segurança que corta o gás na ausência do fogo.
A estrutura da churrasqueira é em aço inoxidável e alumínio, assim como os espetos, que são encontrados na versão tridente e lâmina.
As tubulações e conexões de gás são de cobre e latão.
Podem ser encontradas na versão "churrasqueira de balcão" que se apoia em uma estrutura de alvenaria e na versão "churrasqueira de embutir" que deve ser acoplada à uma parede de alvenaria.
Além disso podem ser adquiridas na versão com 03, 04 ou 06 espetos.
Em algumas opções os espetos são fixos e em outras podem ser giratórios.
Há também a versão de gás GLP (botijão) ou gás natural (encanado).
Fonte: www.cottage.com.br
Torne seu churrasco mais agradável considerando alguns detalhes que podem fazer a diferença.
Churrasqueiras
Existem diversos tipos de churrasqueiras, entre elas as de camping - próprias para lingüiças, corações, asas e coxas de frango e pequenos cortes de carne; as de tijolos que permitem o assado de peças maiores; aquelas confeccionadas com armação de metal, que podem ser removidas de um lugar para outro em casos de chuvas; as de bafo, indicadas para todo tipo de churrasco, com a vantagem de se transformar também num excelente forno; e as elétricas, que são ótimas para quem dispõe de pouco espaço para o churrasco. Na hora da escolha por algum destes modelos, o mais importante é procurar informações sobre a facilidade de limpeza e conservação do calor.
Acendendo o fogo
Acender o fogo parece tarefa fácil, mas requer muita atenção e cuidado. A primeira dica é adquirir carvão de qualidade. Para acendê-lo, use álcool em gel em pequena quantidade. Se preferir, coloque o álcool num pedaço de pão e fixe-o entre o carvão. Depois, jogue o fósforo aceso sobre o álcool e use o abanador para levantar uma pequena chama. Evite acender o fogo com gasolina, querosene ou qualquer outro combustível derivado de petróleo. Estes combustíveis são altamente inflamáveis representando grande risco de acidentes, além disso, deixam a carne com sabor desagradável.
Tempo de cozimento
Não existe tempo determinado para assar as carnes. Tudo vai depender do tipo de corte e ponto que se deseja para a carne, ou seja, bem-passada ou mal-passada. A dica é que o churrasqueiro se mantenha sempre atento para que não assem demais e fiquem duras.
Sem exageros
Depois de combinar o churrasco sempre vem aquela dúvida: quanto de carne é preciso comprar para que não falte e nem sobre excessivamente? Calcular a quantidade de consumo por pessoa não é muito fácil, já que diversos fatores como o horário do churrasco, quantidade de crianças e mulheres que comem menos em relação aos homens época do ano, tipos de entradas e acompanhamentos, podem influenciar muito neste cálculo. Quem já está habituado a promover churrascos costuma calcular uma média de 300 a 350 gramas de carne por pessoa. Mas cuidado: peças com ossos como a costela, por exemplo, fogem à regra.
Por que o sal grosso?
Muitos tipos de carne são temperados somente com sal grosso antes de ir para a churrasqueira, portanto, ele é tão indispensável quanto às carnes na hora de programar um churrasco. Sua função, além de temperar sem comprometer ou modificar o sabor da carne, é a de reter o sumo. Depois que a carne estiver assada, o excesso de sal grosso deve ser retirado. Para isso, é só bater a faca na carne. E se você está se perguntando se é possível substituí-lo pelo sal fino, a resposta é não, O sal fino penetra demais na carne, tornando-a muito salgada para o consumo. Na falta de sal grosso, é recomendável preparar uma salmoura com o sal fino e borrifar a carne já churrasqueira.
Para amaciar a carne
Se você comprou um corte duro de carne, não pense que o seu churrasco está comprometido. Para que fique macia, basta deixar a carne de molho no leite ou no suco de abacaxi por 30 minutos aproximadamente, temperar e assar.
Para balancear a alimentação
Para acompanhar o churrasco, procure sempre preparar saladas leves com folhas verdes como agrião, rúcula e alface.
Não carregue demais o tempero do arroz e da farofa. Lembre-se de que você já estará ingerindo quantidades de sal e gordura suficientes com as carnes.
Ao preparar carne de frango como asas e coxas, remova a pele — que apresenta alto índice de gordura e colesterol — antes de assar.
Sempre que possível, substitua as sobremesas mais pesadas como doces por frutas cítricas como a laranja, por exemplo.
Escolha bem seus utensílios.
Faca
A faca é um dos instrumentos que não podem faltar num dia de churrasco. Deve ter um bom corte, ser bem afiada e apresentar tamanho médio, para que possa cortar peças grandes de carne sem pesar demais nas mãos. As facas serrilhadas não são indicadas para o corte de carnes, já que dificultam a retirada de nervos e gorduras. A dica é adquirir uma faca de fácil manutenção e manejo, disponível em supermercados e utilizá-la somente para cortar carnes. Depois do uso, lave-a com água e sabão para retirar a gordura, seque bem e guarde em local seguro. Nunca use água quente para higienizar sua faca, pois ela pode perder o fio.
Tábua
É preciso ter sempre à mão duas tábuas: uma para o corte da carne e outra para servi-la depois de assada. As melhores são as de madeira não porosa, que apresentam uma cavidade ao redor para que O suco da carne não escorra. Devem ser lavadas rigorosamente com água e sabão logo após o uso. É recomendável que sejam secas ao sol para que não fiquem com mau cheiro.
Espetos
Os espetos são encontrados no mercado em tamanhos e tipos variados. O ideal é escolher aqueles com tamanhos adequados para a sua churrasqueira. Utilize os espetos de acordo com o tipo de assado. A identificação é muito simples, sendo que os espetos mais finos são usados para coração de frango e lingüiças, os médios para picanhas e medalhões já os mais grossos são indicados para peças mais pesadas como costela e cupim.
Lembre-se de limpá-los assim que o churrasco terminar. Para isso, esfregue-os com uma escova de aço, retirando pedaços de carne e gordura que geralmente ficam grudados no espeto. Depois, lave-os com bucha e sabão, secando-os bem antes de guardar.
Chaira
Churrasqueiro de verdade não trabalha sem a chaira ao lado. Trata-se de um cilindro de aço áspero usado para amolar a faca. Seu manuseio é simples, bastando passar a faca nos dois lados, de cima para baixo. No início, o assador pode até se atrapalhar um pouco na hora de amolar a faca na chaira, mas com o tempo e a prática, as manobras passam a ser feitas naturalmente.
Acessórios
Além de espetos, faca, chaira e tábuas, é importante ter sempre à disposição acessórios como toalhas de mão, avental, pinça para servir e, é claro, carvão de qualidade, álcool em gele fósforos para acender a churrasqueira.
Reconhecendo uma boa picanha
Verificar a procedência da picanha é a primeira medida a ser tomada antes de adquiri-la. O mercado já conta com estabelecimentos especializados na comercialização desse tipo de corte, fornecendo-o limpo e embalado a vácuo, para que a sua qualidade seja mantida durante o transporte e conservação. A picanha é caracterizada pelo formato triangular e a camada espessa de gordura, responsável pelo sabor e maciez da carne. Por isso, é fundamental que ela seja preparada com a gordura. De outra forma, suas fibras ficariam retraídas e sem sabor. A dica para reconhecer uma picanha de qualidade, é verificar o grau de marmorização, ou seja, se ela apresenta ranhuras de gordura entre as fibras.
Fonte: www.carvalhochurrasqueiras.com.br
Churrasqueira

Preparando Baby Beef no espeto

Churrasqueira
Churrasqueira
1. Corte a picanha em tiras de 10 cm. Depois, corte as tiras no sentido contrário das fibras da carne.
Churrasqueira
Churrasqueira
2. Coloque-as no espeto com a gordura voltada para cima.

Preparando picanha para churrasco

Mal passada ou ao ponto, a picanha é, sem dúvida, o carro chefe do churrasco. Existem diversas formas de prepará-las, no entanto, a mais tradicional é no espeto, cortada em postas grossas e temperada somente com sal grosso.
Churrasqueira
1. Retire a ponta mais dura da picanha com a faca.
Churrasqueira
2. Corte o restante da peça em tiras de 5 cm de largura.
Churrasqueira
3. Corte a outra ponta da picanha, considerada a parte mais nobre da peça, em tirinhas pequenas e reserve.
Churrasqueira
4. Espete um dos lados da tira de 5 cm.
Churrasqueira
5. Dobre a tira espetando a outra lateral.
Churrasqueira
6. Repita o mesmo com todas as tiras.
Churrasqueira
7. Com um espeto mais fino, espete as tirinhas feitas com a ponta da picanha.

Picanha do avesso

Quando o assunto é picanha não há quem resista, principalmente se for uma receita que, além de irreverente, torna a carne mais saborosa.
Churrasqueira
Ingredientes
1 picanha maturada de aproximadamente 1,4 kg
400 g de queijo provolone cortado em tiras
sal grosso a gosto
espeto com três pontas
faca bem afiada e comprida
tábua de carne
Churrasqueira
1. Inicie retirando o excesso de gordura da picanha.
Churrasqueira
2. Com a faca bem afiada, abra o centro da carne, deixando 2 cm nas laterais e no final sem cortar.
Churrasqueira
3. Em seguida, vire a picanha do avesso. Para isso, coloque a mão por dentro de corte e puxe a ponta da carne até virá-la completamente.
Churrasqueira  
4. Acomode as fatias de queijo dentro da picanha até recheá-la completamente.
Churrasqueira
5. Insira o espeto de baixo para cima no início da carne para fechá-la.
Churrasqueira
6. Depois, passe-o pelo centro da carne, como mostra a foto.
Churrasqueira
7. Espalhe um pouco de sal grosso por toda a carne e leve-a para assar na churrasqueira por aproximadamente 30 minutos, virando-a sempre. Deixe-a com 40 cm de distância da bras.
Churrasqueira
Retire a picanha do espeto e corte-a em fatias de aproximadamente 1 cm cada.

Picanha suína à pururuca

Para os adeptos da carne de porco, esta novidade não sairá do cardápio e nem da mesa desses degustadores.
Churrasqueira
Ingredientes
3 kg de barriga de suíno
2 picanhas suínas de aproximadamente 1,4 kg
1 pimentão verde cortado em tiras
1 pimentão vermelho cortado em tiras
1 pimentão amarelo cortado em tiras
1,5 kg de lingüiça calabresa seca cortada em tiras
300 g de bacon cortado em tiras
6 cenouras cortadas em tiras
300 g de massa folhada pronta
10 vagens
sal grosso a gosto
1 colher de sopa de alho picado
palitos de churrasco cortados em 7 cm cada
faca
barbante
assadeira
papel alumínio
Churrasqueira
1. Reserve 1 cm de gordura da barriga de porco e retire o excesso com a faca.
Churrasqueira
2. Corte o centro da parte maior das picanhas reservando 2 cm nas laterais e na parte menor.
Churrasqueira
3. Com exceção da cenoura, insira todos os legumes, a lingüiça e o bacon no centro das picanhas. Vá intercalando-os para que fique mais saboroso.
Churrasqueira
4. Retire o plástico protetor da massa folhada e corte-a em fatias de 4 cm cada. Faça bolinhas e pressione-as para fechar as picanhas.
Churrasqueira
5. Para que o recheio não caia, espete os palitos para fechar as picanhas.
Churrasqueira
6. Depois, espalhe bem o sal grosso e o alho na parte interna e externa da barriga de porco.
Churrasqueira
7. Una as picanhas deixando-as com a parte mais fina para o centro. Acomode as fatias de cenoura sobre os pedaços de picanha.
Churrasqueira
8. Embrulhe a barriga de porco nos pedaços de picanha.
Churrasqueira
9. Corte 1 m de barbante e dê um nó no início da barriga, deixando 15 cm de sobra de fio.
Churrasqueira
10. Segure o barbante com a mão esquerda formando uma laçada. Com a mão direita, passe o fio restante por baixo da carne e por dentro da laçada. Puxe para compor um nó.
Churrasqueira
11. Siga os mesmos procedimentos do passo anterior para amarrar toda a carne. Quando acabar o barbante, corte mais 1 m, emende dando um nó e continue o trabalho.
Churrasqueira
12. Para prender a parte debaixo do embrulho, amarre no primeiro fia que está no horizontal de desça dando uma laçada nos fios seguintes.
Churrasqueira
13. Volte com os fios prendendo as laterais do embrulho e deixando-o bem firme. Finalize dando um nó no barbante reservado no passo 9 e corte o excesso dos fios, se necessário.
Churrasqueira
14. Coloque a picanha na assadeira, cubra com o papel alumínio e leve para assar em forno aquecido a 180º C por 1 hora e meia. Retire o papel, abaixe o fogo para 100º C e deixe assar por mais 30 minutos ou até dourar. Sirva cortando fatias de 2 cm cada.
Fonte: www.carvalhochurrasqueiras.com.br
A primeira dica é construir a churrasqueira num local amplo. Não adianta querer fazer um churrasco em que o churrasqueiro precisa disputar o lugar com os convidados. É necessário espaço adequado e um equipamento eficiente. Já o bom funcionamento de uma churrasqueira depende diretamente de dimensões adequadas ao uso.
Os modelos mais utilizados são os pequenos, com 120cm de comprimento, 80cm de profundidade, 160cm de altura. Há uma opçãoainda menor, com 100cm de comprimento e 80cm de profundidade, ideal para espaços reduzidos e famílias pequenas.
Quem gosta de reunir os amigos no fim-de-semana para um "churrasquinho" e tem vontade de ter a sua churrasqueira no apartamento, pode usufruir das variedades disponíveis no mercado.
As opções para cada ambiente variam, de acordo com o gosto e a possibilidade de construção. No apartamento, por exemplo, você poderá escolher as churrasqueiras embutidas, que devem ser planejadas durante a obra.
Churrasqueira
A outra sugestão são as pré-moldadas ou pré-fabricadas, ideais para que tem uma área ao ar livre. Quem não mora em cobertura não se preocupe. Ter uma churrasqueira não é impossível. Nesse caso, você poderá solicitar dutos semi-coletivos com exaustão mecânica, para evitar a fumaça. Outra opção são as churrasqueiras a gás confeccionadas em aço inoxidável ou alumínio.
Mas se você mora em casa, há modelos em concreto e tijolo. Em todos os casos é importante a ajuda de um engenheiro ou arquiteto para lhe indicar o material mais apropriado.

Antes de Acender a Churrasqueira pela 1º vez

1) Depois de concluída a montagem e a alvenaria, será necessário deixar secar por um período de 7 dias.
2) Após este período a parte interna dos kits pré-moldados refratários deverá ser submetida a um período de secagem desenvolvido da seguinte maneira
a) O primeiro acendimento deverá ser realizado com chama muito baixa, de modo que as partes não ultrapassem a temperatura de 70 a 80 graus Celsius e deverá ter a duração de 4 horas.
Aconselha-se colocar no lugar da lenha/carvão uma lata com um pouco de álcool queimando, que poderá ser apagado com facilidade caso a temperatura aumente excessivamente.
b) Repetir 2 vezes a operação acima ainda com a chama baixa em períodos intercalados de 8 horas no mínimo, com duração de 3 a 5 horas cada.
3) O acendimento para funcionamento deverá ser feito com qualquer tipo de combustível sólido, nunca usar álcool, gasolina, querosene etc.
4) Para apagar o fogo nunca usar água. Isso evita o choque térmico e não provoca danos à peça, na churrasqueira e fogão espalhar ou retirar as brasas. No forno basta colocar a tampa frontal na boca do forno.
Se por algum motivo ocorrer umidade na peça, todas as operações de primeiro acendimento deverão ser repetidas.
A limpeza da peça deverá ser efetuada com vassoura ou pano seco.

Montagem - Churrasqueira com Forno

Churrasqueira Pre fabricada
Os elementos refratários que compõem a churrasqueira pré-moldada são manufaturados com materiais resistentes a qualquer tipo de solicitação.
Churrasqueira
Tais elementos são projetados na sua própria estrutura para permitir uma montagem simples, e uma regulagem de fácil adaptação a qualquer tipo de ambiente
.Todas as paredes da churrasqueira são construídas com isolante térmico, mantendo uma maior firmeza à estrutura, e através da matéria-prima porosa em alto grau de ISOLAMENTO, matém o calor da churrasqueira, não permitindo a dispersão do calor através de suas paredes.
A montagem da churrasqueira é facílima e se desenvolve, através do acoplamento das peças e de conformidade com a ilustração acima.
Observações: Este tipo de churrasqueira foi projetada para ser adaptada a qualquer tipo de revestimento, como massa para pintura acrílica, revestimento cerâmico, pedras e outros.
Procedimento para Primeiro Acendimento: Deverá ser feito com 1/4 de carvão comum, aproximadamente, deixar queimar até o fim, deverá repetir o processo pelo menos três vezes. Este procedimento é indispensável, pois completará o processo de "cura". O Pré Aquecimento é indispensável

Conheça alguns tipos de Churrasqueiras

Churrasqueira
ChurrasqueiraNa cobertura
Em coberturas, a churrasqueira geralmente fica distante da cozinha. Você pode equipar a área de lazer com pia, fogão e refrigerador, para deixar tudo mais próximo.
Embutida
Neste modelo, é ideal a construção durante a obra, principalmente se ficar em apartamento planejada para integrar-se ao ambiente. Ela fica embutida na alvenaria, ligada ao duto de exaustão.
Sem fumaça
A função do duto de alvenaria é retirar os resíduos da queima de carvão e madeira. O segredo para que a fumaça não retorne Churrasqueira é o dimensionamento correto do tubo metálico que chega na chaminé.
Portáteis
A churrasqueira deve ser prática e segura. Esse modelo você pode levar em qualquer lugar. As opções são varias, de alumínio e grelha removível.
A gás
Você pode utilizar esse tipo, “sem fumaça e sem carvão”, em apartamentos. Essa churrasqueira é de fácil limpeza, e possui duas válvulas de segurança que cortam o fluxo de gás na ausência de fogo.
Pré-fabricadas
Existem em vários tamanhos e ainda há a possibilidade de embutir aparelhos para espetos giratórios. Podem ser vendidas em kits.
Fonte: www.vtn.com.br
Existem no mercado vários tipos de churrasqueiras e gralhados para atender as necessidades de cada casa. Antes de escolher um tipo de churrasqueira é importante conhecer as condições básicas que se devem cumprir para a construção de uma churrasqueira.
Ou seja, deve-se ter a áreas de confecção da churrasqueira, circulação de vento para a chaminé sem que haja a possibilidade de retorno, material utilizado na construção deve suportar as altas temperaturas e outras.
Abaixo você pode conferir alguns tipos de churrasqueiras, e quem sabe até encontrar um modelo que sirva pra você.
ChurrasqueiraClique para Ampliar
ChurrasqueiraClique para Ampliar
ChurrasqueiraClique para Ampliar
ChurrasqueiraClique para Ampliar
ChurrasqueiraClique para Ampliar

Construção de Churrasqueiras

Uma grande variedade de empresas que fazem a construção de churrasqueira, é fundamental que saibamos algumas normas se que deve seguir para a concepção de uma churrasqueira confortável e eficiente.
Para cumprir com isso a construção de uma churrasqueira deve respeitar certas regras de dimensão e de calculo. Vamos aqui citar algumas considerações e opções a considerar na hora de construir uma churrasqueira.
Dimensões da churrasqueira
Procure construir a churrasqueira em uma local amplo. É necessário espaço adequado para que o manuseio da seja o mais confortável possível.
As dimensões mais utilizadas são de 120cm de comprimento, 80cm de profundidade, 160cm de altura.
Churrasqueira na cobertura
Normalmente as churrasqueiras em coberturas ficam distantes da cozinha. Instaladas na área de lazer.
Churrasqueiras pré-frabriadas
São as mais comuns no mercado, e existe uma grande variedade de tamanhos.
Fonte: decoideias.com

Tipos de churrasqueiras

Fogo de chão, o autêntico, tradicional e primal. Deve ser feito com lenha e muita paciência e prática. A pricipal vantagem da carne assada dessa maneira, é a de não ter a fumaça gerada pelo pingar da graxa, nas brasas. O sabor é outro!
Tanque de Tijolos
Para médios e grandes churrascos. Fácil de fazer. Para quebrar galho em churrascos maiores nem precisa de cimento.
Meio Tonel
Numa armação de ferro, proporciona uma churrasqueira ótima para todos tipos de assado. É a churrasqueira de camping aumentada para se fazer um autêntico assado. Muito prática pois pode ser mudada de lugar, no caso de ventos e de chuviscos ineperados.
Churrasqueirinha de Camping
Para lingüiças, coxinhas, e coisas pequenas demais para serem consideradas churrasco. Algumas de tamanho GGG poderiam ajudar a se cometer um assado mais modesto.
A tradicional Churrasqueira de Parede
É a rainha das garagens gaúchas. Difícil é achar alguma onde a relação: tamanho da boca x profundidade x altura do fogo x apoio de espetos, seja adequada. Diz uma regra de costrução que a boca deve ter o dobro da área do buraco da chaminé, que deve ser bem alta para ter um bom "puxe"da fumaça evitando o desagradável "rebojo".
Tipo especial
É a Lareira com lugar para espetos de pé. Muito interessante em lugares frios.
Parilla
As churrasqueiras tipo "Parilla" são comuns no sul do Rio Grande, e padrão no Uruguai e Argentina de onde foram importadas.Utilizam grandes grelhas inclináveis, e fogo de lenha é feito ao lado ou no fundo, e vai se puxando a brasa para debaixo do assado. O fogo da lenha puxa a fumaça, eliminando o gosto da fumaça. Para experts.
Quem assa o churrasco é o fogo
Já dizia o velho "taura" Hibirá, sogro com um currículo de vários rebanhos assados. Óbvio? Não! Pouca gente cuida do fogo com a devida atenção. O carinho com as brasas é fundamental. Pode-se estragar carne maravilhosa com um fogo mal feito, mas com o braseiro certo já se salvou muita carne meia-boca.
O fogo deve ser aceso com uma certa antecedência, para poder queimar o carvão, eliminando a fumaça inicial que deixa cheiro e gosto ruim na carne. O ideal é colocar a carne com as brasas bem acesas e com aquela camadinha de cinzas se formando. As carnes com o osso para baixo e a graxa para cima, devem iniciar, sendo assadas mais de longe, para irem baixando conforme vão se aprontando.
Um dos segredos do assador é saber regular essa distância para cada tipo de carne ou de corte. Carne muita perto do fogo "sapeca" fica queimada por fora e a crosta evita assar por dentro. Carne muito alta só cozinha e perde o gosto. Existem exceções para alguns tipos de carne. Mas é ai onde entra a prática e a observação.
Uma das dicas para a altura certa, é o barulhinho da graxa pingando no fogo "tchiii, tchiii, tchii..." se estiver muito perto vai levantar labareda e queimar a carne. Muito alta, o ritmo do pingar fica lerdo anunciando que temos pouco fogo. Se levantar labareda é sinal que a carne está muito próxima do fogo. Nada de cometer a asneira de jogar água, colocar latinhas e outros derivados. Tem é que levantar a carne ou tirar carvão da churrasqueira. Por isso (e por outras) que churrasqueira de camping não se presta para assado de verdade. Não tem altura suficiente para se trabalhar.
A categoria de assadores aflitos acha que têm de se ficar mexendo e cutucando o fogo o tempo inteiro. Quem tem de ser manuseada, virada, levantada e abaixada é a carne. O segredo de um churrasco tranquilo, é o de se fazer um bom fogo, quando o carvão (ou lenha) estiver todo em brasa, dar uma espalhada por toda a churrasqueira, para então se colocar a carne. A fumaça que o carvão expele deixa a carne com gosto ruim.
O melhor fogo é aquele em que se forma uma camada de cinza por cima do braseiro, impedindo a formação de labaredas (carne muito próxima!), e mantendo um fogo parelho e consistente. Se faltar fogo ou chegar mais gente - muito comum, não se sai atirando um saco de carvão com poeira e tudo sobre o fogo. Pegue os pedaços de carvão, e com a mão, atire por cima do braseiro, devagar e sem muita bagunça.
Respeite o fogo que o assado saberá recompensá-lo.
Acessórios
Faca
As Facas são as principais coadjuvantes de um assador. Um assador que se preze tem de ter no mínimo uma boa faca, sempre afiada, muito afiada para se trabalhar um churrasco inteiro sem passar vergonha. A questão da melhor faca é um pouco pessoal, aço doce, aço "solingen", cabo de madeira, cabo de plástico branco, Mundial ou Tramontina. Cada assador tem a sua predileção.
Tem de ter boa empunhadura, "lombo" que começa grosso e vai afinando (faca forjada), pois a maioria das facas de estamparia não são grande coisa. Uma faca média para uso geral deve ter entre 35 a 45 cm, mas é importante ter uma faca menor para limpeza e picação de temperos e uma grande, para grande churrascos.
A maioria dos assadores dedicados, coleciona facas, até porque esse é um dos assuntos prediletos da rapaziada. E quando alguém aparece com faca, com propaganda estampada de posto de gasolina, a gozação é certa. Para guardar a faca manda-se fazer uma bainha de couro, que além de proteger a faca, permite ainda o transporte com segurança. Explique para a sua cara metade e para a doméstica que a faca de assador da azar quando utilizada na cozinha!
Churrasqueira
Uma boa Pedra de Afiar e uma Chaira decente para "sentar" o fio das facas são imprescindíveis.
Os Espetos devem ser adequados à churrasqueira e se faz necessário que o assador tenha modelos variados, para todos tipos de cortes e carnes. A Tábua é o lugar em que se prepara, se corta e se serve a carne. Bom tamanho, madeira de lei e sempre muito bem lavada. Nada de tabuinhas de fórmica ou de plástico, que devem permanecer na cozinha. Um pedaço de uns 50/60 cm de uma táboa de polegada, bem lixada é uma ótima pedida.
A Cesta Básica é usada para guardar e organizar os apetrechos do assador evitando que se misturem com as coisas da casa. Em casos de assado em clubes ou casa de parceiros, é indispensável!
Eis o elenco principal de uma cesta básica
Abridor multiuso; Pano de Mão, Avental; Caixa de Fósforos (sempre some) e Álcool; Facas, Chaira e Pedra de Afiar; Garfão ou Pegador tipo pinça; Pote com Farinha de Mandioca; Vidro com Sal Grosso e outro com Sal Fino; Pimenta da Boa e Temperos do agrado de cada vivente.
Os Espetos devem ser adequados à churrasqueira e se faz necessário que o assador tenha modelos variados, para todos tipos de cortes e carnes. A Tábua é o lugar em que se prepara, se corta e se serve a carne. Bom tamanho, madeira de lei e sempre muito bem lavada. Nada de tabuinhas de fórmica ou de plástico, que devem permanecer na cozinha. Um pedaço de uns 50/60 cm de uma táboa de polegada, bem lixada é uma ótima pedida.
A Cesta Básica é usada para guardar e organizar os apetrechos do assador evitando que se misturem com as coisas da casa. Em casos de assado em clubes ou casa de parceiros, é indispensável!
Eis o elenco principal de uma cesta básica
Abridor multiuso; Pano de Mão, Avental; Caixa de Fósforos (sempre some) e Álcool; Facas, Chaira e Pedra de Afiar; Garfão ou Pegador tipo pinça; Pote com Farinha de Mandioca; Vidro com Sal Grosso e outro com Sal Fino; Pimenta da Boa e Temperos do agrado de cada vivente.
ChurrasqueiraClique para Ampliar
Atenção na hora da compra
É interessante saber o melhor tipo de gado para churrasco, mas é difícil distinguir essa ou aquela raça, quando os bichos saem do frigorífico e são pendurados, já retalhados no açougue da esquina. Isso vale aqui pro sul também. O tal de churrasco com pedigree, só quando vamos na estância de algum parceiro, para ser ter certeza da procedência. Damos preferência a açougues grandes, tradicionais e onde conhecemos o açougueiro.
Existem algumas dicas básicas para compra de carne para churrasco:
A cor deve ser vermelho puxando para o rosado, evitando carnes vermelho escuro (queimadas pelo excesso de tempo no gelo).
Existem cortes mais claros e mais escuros, dependendo se a região do boi é mais ou menos irrigada de sangue (a picanha e o vazio são das mais irrigadas, macias e suculentas).
No caso específico da costela, atenção ao corte transversal do osso. Osso chato e grande é vaca velha na certa. Ossos pequenos e arredondados são de novilho.
A graxa (gordura) não pode ser amarelo escuro - boi velho -, deve ser clara, cor de manteiga. Graxa muito branca é carne de bufálo.
Se puder enfie o dedo na carne e sinta a sua firmeza/maciez, esse é o melhor jeito de verificar se a carne é assável.
Se não encontrar a carne que você queria do jeito certo, procure outro corte ou ataque de carne maturada, dessas embaladas à vácuo, que são amaciadas na marra e tem procedência garantida. Não se esqueça de abrir o pacote uma meia hora antes de ir ao fogo, para tirar o "cheirinho" característico (costumo passar essa carne em água corrente).
Cortes de carne
Costela, Alcatra, Vazio, Picanha são os principais cortes de carne Bovina.
Paleta, Quarto, Costela, Espinhaço e alguns miúdos compõe o churrasco de ovelha.
Porco e galinha também poderm ser espetados e assados... mas fica a dúvida.... será Churrasco?
Não percam essas definições que em breve estarão no ar!!!
Fonte: www.multiprado.com.br
Churrasqueira
Uma churrasqueira de alvenaria é uma otima opção para quem tem um local grande e aberto para coloca-la, ideal para as festas e ficar com os amigos em uma tarde de domingo!
Um bom funcionamento da churrasqueira depende das dimensões adequadas na construção.
As churrasqueiras mais usadas para espaços razoaveis são com 120cm de comprimento, 80cm de profundidade, 160cm de altura e coifa de 120cm de comprimento por 60cm de altura.
A distância ideal da carne sobre a brasa é de cerca de 30 cm a 40 cm, assim será suficiente para receber o calor sem tostar, e a carne ficara bem macia por dentro.
Vale lembrar como dica que a churrasqueira que queima a carne mais rápido nem sempre é uma boa churrasqueira.
Uma boa churrasqueira é aquela que queima a carne aos poucos e o resultado final fica o sabor suculento e a macies da carne.
Fonte: www.construcaoereforma.com.br

Churrasqueira Mini-baby

Churrasqueira Mini-baby
Churrasqueira Mini-baby, com apenas 50 cm de largura externa, é o modelo ideal para pequenos espaços. Fabricada em peças pré-moldadas de concreto refratário isolante, aceita todos os tipos de revestimento, permitindo uma perfeita integração com o estilo do ambiente.

Churrasqueira Baby

Churrasqueira Baby
Churrasqueira Baby, um pouco maior que a Mini-baby, comporta aparelhos giratórios de 4 espetos. Fabricada em peças pré-moldadas de concreto refratário isolante, aceita todos os tipos de revestimento, permitindo uma perfeita integração com o estilo do ambiente.

Churrasqueira Lazer

Churrasqueira Lazer
A Churrasqueira Lazer tem design idêntico aos modelos Mini-baby e Baby, mas comporta aparelhos giratórios de 5 espetos.

Churrasqueira Estrela

Churrasqueira Estrela
Churrasqueira Estrela tem design rústico e não possui caixa de cinzas, também comporta aparelhos giratórios de 5 espetos. Fabricada em peças pré-moldadas de concreto refratário isolante, aceita todos os tipos de revestimento, permitindo uma perfeita integração com o estilo do ambiente

Churrasqueira Master

Churrasqueira Master
Churrasqueira Master, é o maior modelo da nossa linha, tem 90 cm de largura externa e comporta aparelhos giratórios de 6 espetos. Fabricada em peças pré-moldadas de concreto refratário isolante, aceita todos os tipos de revestimento, permitindo uma perfeita integração com o estilo do ambiente.

Churrasqueira Fortaleza

Churrasqueira Fortaleza
A Churrasqueira Fortaleza tem um design diferenciado e comporta aparelhos giratórios de 5 espetos. Fabricada em peças pré-moldadas de concreto refratário isolante, aceita todos os tipos de revestimento, permitindo uma perfeita integração em qualquer ambiente.
Fonte: www.cialareirasechurrasqueiras.com.br
Cada vez mais freqüentes nos apartamentos, elas são as estrelas de espaços convidativos. Veja quatro projetos que funcionam como extensão da área social.
Madeira que aquece o ambiente 25m²
ChurrasqueiraClique para Ampliar
Prevista no projeto deste apartamento, a churrasqueira agradou aos proprietários por ser um bom motivo de lazer nos fins de semana. Piso e tampos de granito amêndoa originais foram preservados, mas as paredes ganharam revestimento de freijó envernizado.
Na proposta da arquiteta Camila Vieira Santos, de São Paulo, as réguas de 2,5 cm de largura foram dispostas na parede sobre ripas de 1 cm de espessura - armação que as mantêm distantes da alvenaria por vezes aquecida. A mesma madeira reveste as portas do gabinete sob a pia e a do nicho para o carvão, abaixo da churrasqueira.
Outra mudança foi fechar o terraço, no 12º andar, com caixilhos (Reiki) sem perfis verticais - deixam a vista livre. O espaço conta com adegas climatizadas Art des Caves (à esq. na foto abaixo). Mesa da Tora Brasil.
Equipamentos camuflados 10m²
ChurrasqueiraClique para Ampliar
Ao ser chamado para dar um toque de charme a esta área de churrasqueira em São Paulo, o arquiteto Lourenço Gimenes (do escritório Forte, Gimenes & Marcondes Ferraz) encontrou os equipamentos à vista - a câmara de fogo (caixa de tijolos refratários onde fica o carvão) e uma coifa metálica. Logo veio em mente camuflálos com painéis de freijó - réguas de 2 x 1 cm sobre ripas de 2 cm de espessura (Marcenaria Rutra). "A madeira lembra ambiente interno, e nós queríamos integrar esta área à sala", diz Lourenço. Fixos, esses painéis escondem a câmara de fogo (embaixo, na foto a seguir) e a coifa e o duto (em cima). Nos armários, portas de duas folhas. Mesa Saccaro, vaso e pratos da L'Oeil.
Mudança pontual 15m²
ChurrasqueiraClique para Ampliar
Totalmente crua, como toda construção recém-entregue, esta varanda precisava de um toque de acolhimento. Foi essa a impressão que teve a arquiteta Débora Aguiar, de São Paulo, que escolheu o bambu para recobrir a parede. Dois painéis sob medida chegaram prontos à obra e foram chumbados na parede - interrompidos apenas por uma prateleira.
As ripas, sem nenhum tratamento ("para parecer o mais natural possível", segundo a arquiteta), são costuradas entre si por meio de fios de náilon. Como seguem o sentido vertical, ampliam visualmente o pé-direito (2,55 m). Execução da Marcenaria Morada.
Bancada esperta 17m²
ChurrasqueiraClique para Ampliar
A varanda virou uma área social multiúso, pois integra espaço gourmet e saleta de estar. O ponto alto do projeto, assinado pelos arquitetos paulistas Alice Martins e Flávio Butti, é a ilha central de granito preto (Pedras Dema) fixada na parede lateral e no chão. Abaixo dela, um armário branco de fácil acesso ao cozinheiro organiza as louças. Sobre ela, peças da L'Oeil. "A bancada fez nascer uma área de transição entre a churrasqueira e o estar e não isola o gourmet dos convidados. Além disso, ela é prática e aumenta a superfície de apoio", pontua a arquiteta. Na lateral da churrasqueira, um gabinete com portas (Marcenaria Officcine) completa o espaço para acessórios. Revestido de gofratto, um tipo de laminado, o pequeno armário é de fácil manutenção: pede apenas água e detergente neutro.
Fogo amigo
Os apartamentos que dispõem de churrasqueira a carvão já têm previsto no projeto do edifício o duto de exaustão de fumaça. Na hora de comprar um imóvel com esse atrativo, confira os seguintes quesitos:
Ponto hidráulico
Uma torneira com pia próxima do aparato confere praticidade. Veja se há uma faixa de cerâmica acima do local da churrasqueira, pois isso facilita a manutenção da pintura da parede.
Isolante térmico
As paredes e a câmara de fogo (lugar do carvão) devem ter tijolos e rejunte refratários, reconhecíveis pelo tom clarinho. Eles têm dupla função isolante - intensificam a temperatura interna e impedem que o calor afete as partes de fora.
Exaustão da fumaça
Preceito fundamental em churrasqueiras a carvão, precisa ser forçada por um motor - que fica no topo do duto e faz a sucção artificial. Bom complemento para o sucesso da exaustão é o chamado registro, ou dumper, chapa metálica localizada na base da coifa acionada manualmente por uma alça. Quando fechado, impede o retorno do cheiro e da fumaça das churrasqueiras vizinhas. Aberto, com a churrasqueira acesa, ajuda a expelir a fumaça pelo duto do edifício.
Piso
Os revestimentos com baixa permeabilidade (pouca absorção de água) e antiderrapantes são os mais indicados para lugares onde há contato com a gordura. Você pode procurar cerâmicas com essas características.
Fonte: casa.abril.com.br
ChurrasqueiraClique para Ampliar
ChurrasqueiraClique para Ampliar
Churrasqueira
Clique para Ampliar
ChurrasqueiraClique para Ampliar

Grelhas para Churrasqueiras

Grelhas para ChurrasqueirasClique para Ampliar
Grelhas para ChurrasqueirasClique para Ampliar
Grelhas para ChurrasqueirasClique para Ampliar












Nenhum comentário:

Postar um comentário