sábado, 1 de setembro de 2012

Culinária Uruguaia


Situado num pequeno enclave entre o Brasil e a Argentina, o Uruguai é um país com uma história tão rica como inconstante.
A sua culinária é bastante semelhante à da Argentina. Os Uruguaios são vorazes devoradores de carne, e a Parrillada e o Matambre, tal como na Guatemala e na Argentina, são dos pratos regionais mais populares. Mas também o Chivito, uma delicosa sanduíche de bife suculento, é bastante conhecido. De entre os petiscos típicos, são de salientar os Olímpicos (club sandwiches) e os Húngaros (salsicha picante enrolada em massa ou pão, tipo cachorro quente).
O chá e o Mate são ingeridos em quantidades astronómicas, assim como o Clericó, uma mistura de vinho branco com sumo de frutas, género sangria branca. Como sugestões do Comezainas, ficam as receitas de Carne Estufada e de Garrapiñada.
Fonte: comezainas.clix.pt
Culinária Uruguaia

Herói dos pampas

Localizado entre os dois maiores países da América do Sul --Brasil e Argentina--, o Uruguai, com pouco mais de 3 milhões de habitantes, é um herói entre gigantes.
Na tradição gastronômica uruguaia, o gaúcho tem papel fundamental. Foi ele quem adotou as carnes assadas na brasa como dietabásica em suas cavalgadas pelas planícies. Da carne de vaca aproveita-se tudo, de cortes nobres às vísceras.
O hábito do churrasco pode ter origens nativas, já que os charrúas, grupo indígena predominante no Uruguai, tinham predileção pelos assados antes mesmo da chegada dos colonizadores.
Outro costume atribuído a indígenas é o consumo da erva-mate. O chá de mate amargo, compartilhado entre todos, é uma das mais fortes marcas culturais dos uruguaios. Ainda hoje, são vistos por toda parte a cuia com o mate, a garrafa térmica com água fervente e a bomba.
O cordeiro uruguaio é artigo de exportação, sendo aclamado como um dos melhores do mundo. As costeletas de cordeiro à moda uruguaia são temperadas com o adobo, uma mistura aromática de ervas e azeite de oliva, herdada da culinária espanhola e que acompanha muitos outros tipos de carne.
Com os espanhóis chegaram as receitas e os modos alimentares, como as comidas rápidas em cafés e as tapas, pequenas porções de tira-gostos que acompanham as bebidas alcoólicas. A partir dos bocadillos (sanduíches espanhóis), os uruguaios criaram seu próprio lanche típico: o chivito, que consiste em um sanduíche de carne cortada em fatias bem finas, acompanhada poralface, tomate, ovo cozido, presunto e pancetta.
Nada mais simples, nem mais tradicional. Também é hábito uruguaio o sanduíche de lingüiça na brasa, fácil de encontrar nas esquinas de Montevidéu. Acompanham a tudo isso os excelentes vinhos do país, especialmente os varietais da uva Tannat, que se adaptou ao solo uruguaio.
O doce de leite uruguaio é outra sobremesa inesquecível, apresentada em inúmeras variantes, entre as quais como recheio em folhados fritos ou como um fresco flã de doce de leite.
Fonte: cozinhapaisapais.folha.com.br
Os uruguaios gostam de paella, herança dos espanhóis, mas é curioso que apreciem os frutos do mar de maneira bastante discreta para quem vive em um território de grande extensão marítima. Na verdade, não há nada na culinária uruguaia que se compare à paixão pela carne vermelha preparada de maneira muito característica.
São consumidos diversos cortes de gado, como no Brasil. A carne é temperada apenas com sal grosso, colocado no momento de levar o corte à parrilla (grelha), para evitar a desidratação. No entanto, o que diferencia o churrasco uruguaio do brasileiro é basicamente a raça de gado utilizado para corte: no Uruguai são a Aberdeen Angus e a Hereford, e essa é a razão por exemplo de o contra-filé uruguaio (bife angosto), um dos cortes preferidos na Europa, ser maior que o brasileiro.
Alguns cortes semelhantes aos do Brasil recebem nomes diferentes, conforme segue:
  • Asado de Tira (costela)
  • Colita de Cuadril (maminha)
  • Tapa de Cuadril (picanha)
  • Bife Angosto (contra- filé)
  • Bife Ancho (entrecote, noix ou contra-filé da costela)
  • Ojo de Bife (baby beef)
  • Filet de Lomo (filé mignon)
  • New York Steak (t-bone)
  • Cinchulín (intestino assado)
  • French rack (carré de cordeiro)
Embora os uruguaios tenham, como os brasileiros, a costela (tira de asado) como um dos seus cortes preferidos, eles preferem também o entrecote (bife ancho), enquanto o Brasil prefere a picanha.
Na parrillada, as carnes são assadas sobre uma grelha, a parrilla, que fica mais próxima da fonte de calor (20cm), assando o alimento apenas pelo sistema de irradiação, enquanto que no churrasco se assa também por convecção.
O churrasco, diferentemente do nosso, é preparado com lenha em substituição ao carvão, o que provoca um efeito defumado.
Entre os assados há o braseiro, que consiste em uma porção mista de vários tipos de assados, ecom iguarias bastante exóticas como por exemplo glândula salivar (molleja), intestino fino (chinchulin), intestino grosso (choto) e lingüiça de sangue coagulado (morcilla).
E por falar em pratos diferentes, não se pode deixar de mencionar os ravioles de seso (ravióli de miolos), e o asado con cuero (churrasco em que se serve a carne da vaca, incluindo o couro e pêlos) .
Chimichurri
Outro prato muito apreciado pelos uruguaios são as mollejas, sempre acompanhadas do molho chimichurri - ninguém sabe ao certo de onde veio esse molho e seu estranho nome, mas todas as histórias que se contam falam de alguém do Reino Unido que teria criado esse molho na Argentina, e o nome foi adaptado ao espanhol, para facilitar a pronúncia. Por exemplo, uma das histórias fala de um irlandês, Jimmy McCurry, que teria preparado o molho pela primeira vez e do seu nome surgiu o termo chimichurri. Teria sido um simpatizante da causa da independência argentina no século XIX e acompanhado o General Belgrano.
A receita do chimichurri pode variar muito, mas basicamente é um molho de azeite de oliva e vinagre, que se tempera com diversos condimentos, macerados ou não. Existem chimichurris suaves ou fortes, conforme se ponha mais pimenta na mistura. Tradicionalmente, o chimichurri é o molho ideal para acompanhar a parrillada.
Há também opções bastante simples e muito apreciadas nessa culinária, como as que são servidas nas Chiviterias - que servem o popular Chivito (parecido com o X-tudo brasileiro, mas com um finíssimo filé de carne suculento), que pode ser al pan, al plato ou canadiense (acompanhado de batatas fritas).
O nome vem de chivo (que significa "cabrito", carne com a qual originalmente se elaborava esse sanduíche). O grande desafio é comer um chivito para dos, sanduíche com cerca de 20 cm de altura, acompanhado de salada russa, batatas fritas, bacon etc. Há também o pancho (cachorro-quente), a estrela das chiviterias.
A bebida mais apreciada é o uísque, tomado como aperitivo antes dos assados.
Como sobremesa há a delíciosa Chaja (veja receita abaixo), uma combinação de suspiros, chantilly e pêssego em calda.
Lú Bacheschi
Fonte: www.latinoamericano.jor.br
Culinária Uruguaia
Gastronomia do Uruguai, o turista sabendo que o país possui uma das melhores carnes de rebanho do mundo, tem que saber aproveitar os pratos típicos uruguaios e provar de uma parrillada, de uma carne assada uruguaia, churrasco tipicamente preparado ao modo uruguaio, através do uso da lenha para o assado, e não com o carvão colocado diretamente para assar a carne, dando um sabor diferente em relação ao assado de carne no Brasil. Ir aos restaurantes de Montevideo, para provar da culinária uruguaia, com pratos típicos como o churisca, muito apreciado no Uruguai, que é uma massa com salsicha, feito pela cozinha uruguaia, aos turistas experimentarem da comida castelhana. Outro prato característico do povo uruguaio é o el palenque, assim como o puchero saboroso prato com carne de gado, a com verduras, toucinho defumado, feijões e lingüiças, é praticamente como uma feijoada brasileira, só que no Brasil é com carne de porco, os uruguaios apreciam também massas, pastas, que é de origem italiana, devido muitos imigrante que vivem no Uruguai.
Os miúdos do boi feito na grelha, assim como o tradicional assado uruguaio, que é uma preferência pelas carnes vermelhas, muitas vezes feitas também a milanesa, assim como o pollo a milanesa, que vem a ser o frango a milanesa uruguaio,muito gostos de provar, acompanhado de seus vinhos produzidos em seus parreirais próprios. Por estar o país situado junto ao oceano atlântico, banhando sua costa uruguaia, os frutos do mar, são pratos que os castelhanos dispõe em seus restaurantes, bem como os peixes, não só vindos do mar, como também do rio da Plata, do rio negro, que é um extenso rio que corta o país ao meio, proporcionando através do pescado novos sabores a culinária do Uruguai, influência espanhola, junto a mesa das gastronomia uruguaia, com consumo de frutos do mar e de peixes. Das bebidas a cerveja pilsen, é servida em uma garrafa de 1 litro, assim como a outra marca de cerveja famosa do Uruguai, a Patrícia, servida nos restaurante, e demais estabelecimentos gastronômicos de Montevideo, e demais cidades.
Fonte: www.uruguaitur.com.br

Cozinha Uruguaia

Chaja

Ingredientes
2 claras
2 colheres (sopa) de açúcar de confeiteiro
500 ml de creme de leite fresco batido até chegar ao ponto de chantilly
Para a montagem
250 g de suspiro (comprado pronto) pequeno ou grande quebrado grosseiramente
300 g de doce de leite misturado com 50 ml de leite
200 g de biscoito tipo maisena quebrado grosseiramente
1 lata de pêssegos em calda cortados em cubos (400g drenado) 
Chantilly
Modo de Preparar
Numa batedeira, bata 2 claras em neve e acrescente, aos poucos, 2
colheres (sopa) de açúcar de confeiteiro até obter um merengue.
Desligue a batedeira e, com o auxílio de uma colher, misture
delicadamente 500 ml de creme de leite fresco batido até chegar
ao ponto de chantilly.
Para a montagem:
Um refratário, forme camadas na seguinte ordem:
suspiro (comprado pronto) pequeno ou grande quebrado grosseiramente - doce de leite (já misturado no leite)
biscoito tipo maisena quebrado grosseiramente
pêssego cortado em cubos
chantilly
Repita as camadas finalizando com o chantilly.
Polvilhe o restante do suspiro quebrado grosseiramente.
Leve à geladeira.
Tempo de Preparo
30 min
Rendimento
5 porções

Chaja

Rendimento
4 porções
PREPARO
20 M1NUTOS
Ingredientes
300 g de doce de leite
50 ml de leite
250 g de biscoito Maria ou maisena
250 g de suspiro
250 ml de creme de leite fresco
20 g de açúcar
1 lata de pêssegos em calda
2 claras
2 colheres (sopa) de açúcar
Modo de Preparar
1. Misture o doce de leite com o leite, para torná-lo mais mole. Quebre os biscoitos em pedaços grandes e reserve em uma tigela. Quebre também os suspiros e reserve separadamente. Retire os pêssegos da calda e corte em quadradinhos. Reserve.
2. Na batedeira, bata o creme de leite com os 20 g de açúcar até obter um chantili macio, não muito duro. Bata as claras em neve e vá juntando aos poucos as 2 colheres de sopa de açúcar, até obter um merengue cremoso e brilhante. Com a ajuda de uma espátula, incorpore as claras ao chantili. Reserve.
3. Em taças individuais, ou em uma vasilha funda, monte a sobremesa coloque pnmeiro os suspiros, depois o doce de leite, os biscoitos quebrados, o chantili e os pêssegos picados. Repita a seqüência e termine com o chantili. Esmigalhe o restante do~ suspiros e polvilhe por cima.
4. Leve à geladeira até o momento de servir.

Molho Chimichurri

Ingredientes
½ colher (sopa) de pimenta do reino moída
2 colheres (sopa) de sal
½ xícara (chá) de azeite de oliva
½ xícara (chá) de orégano
1 xícara (chá) de água
10 pimentas vermelhas frescas (dedo-de-moça)
1 pimentão verde
6 dentes de alho
1 cebola média
Modo de Preparar
Cortar as 10 pimentas, o pimentão verde, a cebola e o alho em pedaços pequenos (lavar a cebola antes para tirar um pouco do ardido). Colocar a cebola com um pouco de água no liquidificador e bater por cerca de 1 minuto. Vá adicionando os demais ingredientes aos poucos. Bater por mais uns 3 minutos até formar um molho pastoso.

Torta Pasqualina

Ingredientes
Massa
1 colher (sopa) cheia de manteiga
600 gramas de farinha de trigo
Água morna
Recheio
1 colher (sopa) de azeite de oliva
1 pimentão vermelho pequeno
3 maços de espinafre
100 gramas de queijo
1 cebola grande
Pimenta do reino
Orégano
4 ovos
Sal
Modo de Preparar
Massa
Misturar os ingredientes até formar uma massa. Trabalhar a massa por 10 minutos.
Recheio
Cortar a cebola em cubos e levar ao fogo para dourar com o azeite de oliva. Fazer o mesmo com o pimentão. Cozinhar as folhas do espinafre em água com sal. Picar o espinafre e misturar à cebola e ao pimentão já dourados. Temperar com sal, orégano e pimenta do reino a gosto. Por fim, colocar o queijo.
Montagem
Abrir a massa. Colocar numa assadeira desmontável. Rechear com a mistura dom recheio e cobrir com uma capa de massa. Passar gema de ovo por cima da capa e levar ao forno médio por 35 minutos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário